Salmo 103 : Louvor a Deus por Sua bondade

Durante os últimos anos da sua vida, o rei David escreveu o que conhecemos hoje como o salmo 103. Depois de ter enfrentado diferentes situações difíceis e doençasem vez de tomar uma decisão para ficar zangado ou reclamar, David decidiu recordar todas as misericórdias e gentilezas que Deus, o Padre tinha tido por ele.

A intenção de David ao escrever este salmo é motivar-nos a aprender com ele esta forma de agir, a aplicá-la em nossas vidas, a mostrar nossa gratidão àquele ser que nos criou e nos abençoa todos os dias.

Estudemos este salmo em grandes detalhes e aprendamos como devem ser nossos elogios e gratidão ao nosso Pai Celestial.

Salmo 103 : Louvor a Deus pela sua bondade 1

Para começar, vejamos como está escrito e o que o salmo nos diz:

PSALM 103

1 Abençoa, ó minha alma, o Senhor,

e abençoa todo o meu ser com o seu santo nome.

2 Abençoa, ó minha alma, o Senhor,

e não te esqueças de nenhum dos seus benefícios.

3 Ele é o único que perdoa todas as suas iniquidades,

Aquele que cura todas as tuas doenças,

4 aquele que resgata a tua vida do poço,

que te coroa com compaixão e terna misericórdia,

5 aquele que preenche os seus desejos com o bem,

para que o seu juventude ser renovado como a águia.

6 Jeová é o único que faz justiça

e julgamentos para todos os oprimidos.

7 As suas maneiras de dar a conhecer Moisés,

e para os filhos de Israel, as suas obras.

8 Jeová é misericordioso e gracioso,

retardado para o raiva e grande em misericórdia.

9 Ele não vai lutar para sempre,

nem vai manter a raiva para sempre.

10 Ele não nos tratou de acordo com os nossos pecados,

nem nos reembolsou de acordo com as nossas iniquidades.

11 Pois como a altura dos céus está acima da terra,

tão grande é a sua misericórdia para com aqueles que o temem.

12 Até onde o leste é do oeste,

Ele afastou assim as nossas transgressões de nós.

13 Como um pai tem pena de seus filhos,

o Senhor tem compaixão daqueles que o temem,

14 porque ele conhece o nosso estado;

lembra-se de que somos pó.

15 Os dias do homem são como a relva;

floresce como a flor do campo,

16 que o vento passa por ela, e ela perece,

e a casa dela já não a conhece.

17 Mas a misericórdia do Senhor é desde a eternidade até a eternidade.

sobre aqueles que o temem,

e a sua justiça sobre os filhos das crianças,

18 sobre aqueles que cumprem o seu pacto

e aqueles que se lembram dos Seus mandamentos para cumpri-los.

19 Jeová estabeleceu o seu trono nos céus,

e o seu reino reina sobre todos.

20 Abençoai ao Senhor, vós, seus anjos,

poderoso em força, que cumpre a sua palavra,

a obedecer à voz da sua palavra.

21 Abençoai ao Senhor, vós todos os seus exércitos,

os seus ministros, que fazem a sua vontade.

22 Abençoai ao Senhor, vós todas as suas obras,

em todos os lugares do seu domínio.

Abençoado seja o Senhor, ó minha alma.

Você pode ver que o Salmo começa com dois versículos muito poderosos. A primeira coisa que David quer transmitir é que não devemos louvar o nosso Pai celestial apenas com a nossa boca, ou em outras palavras, dos lábios para fora. Pelo contrário, tanto o nosso corpo como o nosso espírito, ou seja, a nossa alma na sua plenitude, devem entregar-se completamente em louvor a Deus. David nos diz em voz alta que o verdadeiro louvor surge das profundezas do nosso ser e anima nosso espírito, nosso corpo e nossa mente.

Quando louvamos a Deus de uma forma sincera e profunda, desejamos ser como Ele, ser como Ele e moldar as nossas vidas. Ele deseja e nos chama para sermos santos (1 Pedro 1,14-16).

A maioria das pessoas no mundo tende a esquecer rapidamente o que aprenderam se não o praticam frequentemente, e isso parece ainda mais em assuntos espirituais. Vivemos em um mundo super rápido, cheio de tantas atividades e distrações, que tendemos a esquecer quase que instantaneamente o que nosso pai celestial faz ou fez por cada um de nós; e sem um segundo pensamento queremos e exigimos cada vez mais que nos seja dado sem parar um momento a cada dia e agradecer os milagres recebidos no decorrer de nossa vida, como simplesmente acordar a cada manhã e poder respirar.

Um exemplo que podemos recordar, que se encontra na VELHO TESTAMENTO no livro do Êxodo, é quando o povo de Israel é libertado dos egípcios. De uma forma incrível e milagrosa, todos os dias Deus intercedia pelo seu povo de uma forma tão visível que, no momento em que os israelitas se sentiam protegidos, então, à medida que o tempo passava, novos conflitos e dificuldades surgiam em seu caminho ou entre eles e eles perdiam sua fé, esquecendo tudo o que seu Pai Eterno havia feito por eles em circunstâncias anteriores e, sucessivamente, perderam a confiança e não acreditavam que Deus pudesse protegê-los e dar-lhes o sucesso e a vitória de que necessitavam.

Esqueceram-se tão depressa que se queixaram e murmuraram, desejando ter a vida antes quando eram escravos dos egípcios, porque não só tinham esquecido os grandes milagres vividos de forma tão visível, como também tinham esquecido que tinham sido torturados escravos.

Lendo assim, certamente nos passa pela cabeça que aquelas pessoas eram ingratas, mas certamente a mesma coisa nos aconteceu em momentos diferentes. É por isso mesmo que somos constantemente convidados a ler as Escrituras e, especificamente nesta ocasião, o Salmo 103 nos diz que devemos ser gratos e abençoar o nome de Deus e lembrar todas aquelas coisas maravilhosas que Ele fez por cada um de nós.

O autor do salmo proclama:

"Abençoa, ó minha alma, o Senhor, e abençoa o seu santo nome sobre todo o meu ser. Abençoa o Senhor, ó minha alma, e não te esqueças de todos os seus benefícios. 

Podemos dizer com certeza que há milhões deles, e tantos deles. bênçãos que recebemos todos os dias e que Deus concedeu ao seu povo, que o mínimo que podemos fazer no resto de nossas vidas é abençoar o seu nome e recordar todas aquelas coisas boas que Ele nos concedeu como um pai amoroso que sempre se lembra de cada um de nós.

Como é que Deus melhora a minha vida?

O Rei David do Antigo Testamento em a BíbliaA Bíblia nos proporciona uma série de benefícios e bênçãos que podemos obter servindo a Deus com integridade e bom propósito.

Antes de mais nada, Deus é o único ser vivo e perfeito que pode desculpe todos os nossos pecados e dar-nos uma alegria profunda e eterna em sentir que somos novas criaturas. Ele é o único que nos cura de todas as nossas enfermidades da alma, através de seu filho Jesus Cristo nos mostrou seu infinito amor, enviando-o para nos salvar da morte eterna, como um pai bom e amoroso tem sempre piedade de seus filhos, lento para a ira, com muita paciência confiando em nós todos os dias dando-nos a oportunidade de mudar, de ser melhor e de progredir.

Uma coisa importante a lembrar é que o autor do salmo diz: "Até onde o oriente é do ocidente, até agora ele tirou de nós as nossas transgressões". Em outras palavras, ele está disposto a nos proteger e manter o mal longe de nós, desde que nos apeguemos a ele, nos lembremos dele e façamos sua vontade em servi-lo.

O sucesso está na devoção e no respeito que temos por Jeová. O salmista diz que Jeová tem compaixão por aqueles que O temem.

O medo aqui falado não é o medo natural que sentimos como humanos, mas se refere ao verdadeiro amor, respeito e honra. Nosso Pai Celestial nos conhece perfeitamente e por isso confia em nós porque conhece nosso potencial e está disposto a perdoar nossos erros, tendo piedade de nós, abençoando aqueles que O honram e guardam os convênios que fazem com Ele, guardando os mandamentos e pondo em prática Seus ensinamentos em nosso estilo de vida todos os dias, para que nunca esqueçamos, como aprendemos no Salmo 103.

Porque é que Deus merece o nosso louvor?

Deus é o Rei dos céus, da terra, do universo e de todos os mundos criados, como diz o salmista, os anjos e as hostes do céu, todas as Suas criações, incluindo nós, devem louvá-Lo todos os dias e para sempre.

já que a nossa mente é curta, vamos lembrar-nos novamente:

20 Abençoai ao Senhor, vós, seus anjos,

poderoso em força, que cumpre a sua palavra,

a obedecer à voz da sua palavra.

21 Abençoai ao Senhor, vós todos os seus exércitos,

os seus ministros, que fazem a sua vontade.

22 Abençoai ao Senhor, vós todas as suas obras,

em todos os lugares do seu domínio.

Abençoado seja o Senhor, ó minha alma.

então o mínimo que podemos fazer por toda a bondade e misericórdia que o Pai nos tem mostrado, é louvá-lo e agradecê-lo com toda a nossa alma, mente e força. Façamo-lo e provemos as suas ricas bênçãos sendo seus discípulos fiéis.

Este website utiliza cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de utilizador. Se continuar a navegar, está a dar o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e para a aceitação dos nossos política de cookies

ACEITO
Aviso de Bolacha
pt_PT