Efésios 6: Como devemos tratar os outros?

Os crentes devem imitar JesusSua vida, em todos os aspectos da vida, deve ser tomada como um guia que ensina a maneira correta de tratar as outras pessoas. Entre seus muitos ensinamentos em sua vida terrena, ele perdoou pecados, curou os doentes, foi misericordioso, ajudou os pobres e foi um homem de grande misericórdia, mesmo para aqueles que não a mereciam, entre tantas outras coisas.

tratamento de outros

Este capítulo de a Bíblia convidaEm outras palavras, para tratar as outras pessoas como você gostaria de ser tratado.

"Filhos, obedecei aos vossos pais como agrada ao Senhor, porque isto é certo. O primeiro mandamento que contém uma promessa é este: "Honra teu pai e tua mãe". pai e o seu mãepara que você seja feliz e viva uma longa vida na Terra". (Efésios 6:1-3)

Paulo, nestes versículos, fala sobre a obediência aos paisou seja, não é uma questão de obedecer à mãe e ao pai desobediente, deve-se ser obediente a ambos igualmente. Paulo também faz referência ao fato de que tal comportamento é justo, porque ao cumprir sua recomendação você vive de acordo com a vontade de Deus. Os pais representam a autoridade no lar, portanto, devem ser respeitados.

Naturalmente, quando chega a hora da criança se tornar independente, ela começa a se distanciar um pouco, o que não é considerado desobediência. Pois Deus também encoraja as crianças a se manterem de pé depois de uma certa idade. Para homenageia o teu pai e a tua mãeVocê está cumprindo os desígnios de Deus e com isso você verá Sua promessa cumprida, Ele lhe concederá uma vida longa e feliz.

"E vós, pais, não irriteis os vossos filhos, mas educai-os na disciplina e instrução que o Senhor deseja". (Efésios 6: 4)

Viver no gra√ßa de Deus voc√™ deve cumprir obriga√ß√Ķes e responsabilidades m√ļtuas e rec√≠procas. Uma das obriga√ß√Ķes mais importantes dos pais √© ensinar aos seus filhos as verdades contidas na Palavra de Deus "A B√≠blia", e a maneira mais eficiente de ensinar √© ser um testemunho vivo, isto √©, que os pais, pelas suas atitudes, demonstram que est√£o cheios da presen√ßa de Deus.

No entanto, as crianças devem ser tratadas com com respeito, educados com amor, evitando irritá-los, eles não devem ser provocados a sentir raiva. No entanto, isso não significa que as crianças devam ser tratadas como fracas.

Estes versos afirmam claramente que as crianças nunca devem punir-se se um dos seus pais estiver zangado. Na medida do possível, a disciplina que corrige, e não mostra vingança, deve ser praticada. Esta disciplina e instrução requer que seja administrada em nome do Senhor.

"Escravos, obedecei àqueles que são vossos senhores aqui na terra. Faça-o com respeito, medo e sinceridade de coração, como se você estivesse servindo a Cristo. Servi-os, não só quando eles vos observam, para vos fazerdes bem a eles, mas como servos de Cristo, fazendo sinceramente a vontade de Deus. Faça o seu trabalho de boa vontade, como um serviço ao Senhor e não aos homens. Pois você deve saber que cada um, escravo ou livre, receberá do Senhor de acordo com o que ele fez de bom. E vós, senhores, comportai-vos da mesma maneira para com os vossos servos, sem ameaças. Lembra-te de que tanto tu como eles estão sujeitos ao Senhor que está nos céus, e que Ele não discrimina" (Efésios 6:5-9).         

Como um seguidor de Cristo, há responsabilidades de acordo com o seu papel, seja como um crente que é um empregado, ou como um chefe.

Estes versos vos exortam a serdes obedientes aos senhores da terra, e deixam claro que esta escravidão se aplica apenas à parte física, ou seja, ao corpo do escravo. Além disso, tal obediência deve ser realizada com grande respeito, extrema sinceridade e grande medo. Isso não significa que o escravo deva se fazer desprezível perante a autoridade de seu senhor.

Consequentemente, o serviço prestado pelo escravo deve ser cheio de simplicidade, feito do coração, com toda a sinceridade. Em outras palavras, sem falsidade, sem sombra de duplicidade, sem bajulação, sem bajulação hipócrita. Estas palavras não devem, de forma alguma, fazer parte da personalidade ou da vida de um cristão.

Quando um crente é um escravo ou um mestre crente é um empregado ou chefe, chega um momento em que sua motivação é agradar a Deus em todos os aspectos da vida. Desta forma, aqueles obstáculos que existem entre as duas partes, entre aqueles que obedecem e aqueles que exercem a autoridade, tornam-se fáceis de ultrapassar.

Cristo somente é aquele que oferece o liberdade absoluto. Há muitas pessoas que estão submersas e escravizadas no pecadotais como drogas, álcool, entre muitos outros. Desde obrigado Há na condição humana uma tendência a ser escravos em vários aspectos da personalidade humana. E não há força humana no mundo que seja capaz de quebrar tal escravidão. Somente o grande poder de Deus pode conceder a libertação que cada pessoa requer.

Este website utiliza cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de utilizador. Se continuar a navegar, está a dar o seu consentimento para a aceitação dos referidos cookies e para a aceitação dos nossos política de cookies

ACEITO
Aviso de Bolacha
pt_PT